Minas Gerais: Barroco, Pão de Queijo e muito amor

Em 2013, passei duas semanas no estado de Minas Gerais. Tempo suficiente para conhecer a riqueza e beleza dessa região do Brasil. Foi uma viagem que vou lembrar a minha vida toda. Minas é um estado cheio de história, de Igrejas Barrocas, de pão de queijo, de cachaça, de terra vermelha e verdes paisagens, e claro, de mineiros. Um povo cálido, receptivo, amoroso e prestativo.

Fiz um resumo das cidades pelas quais passei e algumas dicas que lhe ajudarão na sua viagem.

Em Minas gerais há muitas cidades que valem a pena conhecer, no entanto se você tem pouco tempo terá que priorizar e limitar-se só algumas delas. Como a minha viagem iniciava e terminava por Belo Horizonte, decidi deixa-la por último. Sendo assim, o trajeto que eu recomendo fazer se você chegar ao aeroporto de Belo Horizonte é começar pelo sul do estado em São João del Rei e Tiradentes, depois subir a Ouro Preto e Mariana, e terminar em Belo Horizonte e Inhotim.

Chegando a Belo Horizonte

Há dois aeroportos para chegar, o aeroporto Internacional Tancredo Neves, localizado no município de Confins e o Aeroporto Pampulha, que fica dentro da cidade. Se você chegar pelo Tancredo Neves, pegue um ônibus da empresa Conexão Aeroporto. É uma opção econômica e muito cômoda, recomendo muito. Há ônibus ate à rodoviária, até o Aeroporto de Pampulha, e outros terminais na cidade (confira os horários e valores aqui ). O trajeto até a cidade demora aproximadamente 1 hora.

Na rodoviária de Belo Horizonte você pode pegar um Ônibus da viação Sandra até São João del Rei (R$45,00), demora de 4 a 5 horas.

Viajar de ônibus em Minas é um pouco cansativo. As distancias são muito curtas, mas os ônibus param bastante na estrada para pegar passageiros. Encha-se de paciência.

São João del Rei e Tiradentes

O que muitas pessoas não sabem é que essas cidades são muito perto. Por tanto eu recomendo você se hospedar em São João del Rei, que é mais barato, e pegar um ónibus de serviço comum que em 18 min o levará até Tiradentes. Dois dias bastarão para conhecer as duas cidades. Outra recomendação é levar tênis esportivo pois você terá que caminhar muito em caminhos de pedra.

O centro histórico de São João del Rei é charmoso demais. Num par de horas você consegue conhecê-lo tranquilamente. Ele esta dividido pelo rio que atravessa a cidade. Uma dica boa é caminhar o centro à noite, pois as construções antigas ficam muito mais charmosas iluminadas com as lâmpadas antigas.

Ande por todas as ruazinhas, vai encontrar igrejas por tudo que é canto. Suba até a igreja da Nossa Senhora Das Mercês, ali terá uma vista panorâmica da cidade. Conheça o Solar dos Neves, um casarão antigo que ainda é da propriedade da família do ex-presidente Tancredo Neves. Visite o prédio da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJR).

Na frente da Igreja de São Francisco de Assis, você encontrará vários bares com mesinhas ao ar livre na frente da praça. Um lugar bacana demais para beber alguma coisa à noite.

Além do centro histórico não há muito mais do que ver em São João del Rei, porem, ela é uma cidade universitária, então sempre está rolando um sarau de poesia, peças de teatro, recitais de música, etc. Talvez você tenha sorte de encontrar algumas dessas atividades na sua visita.

Agora falando em Tiradentes. Eu tive a sorte de conhecer um guia fantástico. Ele me levou a fazer trilha da Serra de São José que leva até Tiradentes. Eu recomendo fortemente, mas vá com alguém que conheça o caminho. Você pode pegar um ônibus na frente da rodoviária e pedir para o motorista avisar onde inicia a trilha da Serra. O lugar é simplesmente fantástico, têm cachoeiras, poços de agua, onde poderá tomar banho, um visual da região sem igual. Não vai se arrepender. Vai cedo de manhã e estará ao meio dia em Tiradentes.

Se você tiver pouco tempo, conseguira conhecer Tiradentes numa tarde só, mas se passar um dia inteiro na cidade poderá aproveitar com calma cada canto deste maravilhoso lugar. Há ônibus voltando para São João del Rei cada hora.

Outra opção de transporte é o trem Maria fumaça, mas eu achei caro (R$ 56 ida e volta) e demorado, comparado com o ônibus. Os trens antigos também não são minha paixão.

Ouro Preto – Mariana

Chegar a Ouro Preto desde São João del Rei não é tão fácil. Há um único ônibus que vem de outra cidade, faz escala em São João, e segue para Ouro Preto. A escala é durante a madrugada, custa ao redor de 50 reais e demora quase 4 a 6 horas para percorrer 163 km. A minha recomendação é arranjar uma carona no facebook. Ambas as cidades são universitárias, por tanto sempre há um fluxo grande estudantes indo e vindo de carro. Vai poupar muito dinheiro e tempo, além de conhecer novas pessoas.

Em Minas Gerais é difícil dizer qual cidade é mais fantástica do que a outra. Mas, Ouro Preto é simplesmente sensacional. Uma pequena cidade incrustada num vale montanhoso (prepare se para caminhar, subir e descer muita lomba). A maioria construída em pedra, pelos escravos. Uma história que ninguém na cidade orgulha-se em contar. Aproveita pra aprender sobre história, arte e arquitetura barroca.

De dia tem os museus, os casarões antigos e as ruas de pedra; à noite as ruas principais ficam lotadas de universitários, os bares enchem e a cidade vira uma festa. Não perca a tradicional coxinha de frango com pinga no Bar Barroco, na antiga Rua Direita. O combo já é considerado como o melhor do Brasil.

Há dois pontos de informações turísticas, um na rodoviária e outro na Praça Tiradentes, que por sinal é o ícone da cidade. Ali você pode pegar mapas da cidade. Em Ouro Preto também encontrará muitas igrejas e muitos museus, aproveite o tempo, pois com certeza vai ter que caminhar muito para alcançar a conhecê-los.

Perto da Praça Tiradentes, você pode pegar um ônibus até Mariana, em 45 minutos você chegará ao centro desta cidadezinha. Basta um par de horas para percorrê-lo. Entre Ouro Preto e Mariana, fica a Mina de Ouro da Passagem, uma local que vale a pena visitar só se você tiver um tempo de sobra.

Belo Horizonte  e Inhotim

Para chegar a Belo horizonte desde Ouro Preto você pode pegar ônibus na rodoviária de Ouro Preto ou arranjar de novo uma carona pelo facebook, ou mesmo na estrada. Como já comentei a população  está acostumada a dar carona aos estudantes e a pessoas em geral.

Belo horizonte tem as virtudes e os defeitos que toda grande cidade possui. O trânsito da cidade é caótico, porém o sistema de transporte público é muito bom e muito amigável com o turista. Em todas as paradas de ônibus há informações das linhas, os horários e os trajetos dos ônibus. Coisa que é difícil de encontrar nas capitais Brasileiras.  Por outro lado, ao igual que toda capital, a oferta artística e cultural é ampla e diversa. Há muitos museus que vale a pena visitar.

leia as 8 coisas que você não pode deixar de fazer em Belo Horizonte

O povo de Belo Horizonte, ao igual que em outras regiões do estado é muito hospitaleiro. Eles vão fazer de tudo para você se sentir em casa. Além disso, a cidade toda está aberta para você conhecê-la. O centro da cidade concentra vários pontos turísticos o suficientemente perto para caminhar até eles. Proximamente estarei publicando os locais que você não pode deixar de visitar em Belo Horizonte.

Separe pelo menos dois ou três dias para conhecer Belo Horizonte. Leve em consideração que se você for, precisa ir ao Instituto Inhotim, um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil. Visita obrigada para todo mundo, e vai precisar dum dia todo para conhecê-lo.

Existem outras cidades que fazem parte do roteiro turístico do estado como, por exemplo, Congonhas, onde se encontram muitas obras do Artista Aleijadinho, e Diamantina, que é patrimônio histórico da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). No entanto, a opinião geral é que a distancia fazem desses passeios desprazerosos.  Obras de Aleijadinho tem em todas as outras cidades, e de historia e arquitetura Barroca você terá bastante no roteiro que acabei de passar. Acredite em mim, se tentar ir para Diamantina, vai perder muito tempo.

Prepare seu coração e seu estômago para Minas Gerais, Pois não tem outro estado no Brasil com um povo mais receptivo e uma comida mais gostosa do que esse. Se tiver oportunidade de conhecer uma família Mineira, você se surpreenderá com o tamanho do fogão e o número de panelas, sempre cheias de comidas gostosas! Minas Gerais jamais vai sair de seu coração. Acredite em mim.

Cristian Figueroa

Versión en Español

English Version

3 comentários sobre “Minas Gerais: Barroco, Pão de Queijo e muito amor

  1. Muito bom o texto, Cristian. Obrigado por não esquecer do estado em que eu vivo. É sempre bom receber pessoas legais como você. Sinta-se convidado a voltar sempre. Grande abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s