São Paulo, tudo de ruim e a outra face da cidade

Semana passada, escrevi sobre a face bacana de São Paulo e dei algumas dicas para aproveitar a cidade (leia aqui). No entanto, algumas pessoas opinaram que meu texto era só uma das realidades da cidade pois para quem tem que viver o dia a dia de São Paulo, a história é outra. E é verdade, todos sabem que São Paulo é linda quando se está de visita, alguns dias de passeio ou durante um fim de semana, máximo, e pronto. Agora, para quem é de fora e tem que morar na cidade (intercambistas, estrangeiros…), o panorama é outro.

São Paulo não é uma cidade fácil de encarar, nem de levar. Para quem nasceu numa cidade medianamente pequena ou do interior, São Paulo é, apenas, apavorante. Eu cresci em uma cidade com quase sete milhões de habitantes, quase a metade da população de São Paulo, e posso dizer que graças a isso me dei bem, num primeiro momento, com este mar de concreto, mas também posso dizer que chega uma hora em que a cidade desafia todos seus limites e testa seu amor por ela.

Fiz uma lista das coisas que fazem de São Paulo “tudo de ruim” e das principais dores de cabeça que você poderá enfrentar na cidade.

 

Chegando a SP

A primeira dor de cabeça para os turistas é a distância entre o Aeroporto Internacional de Guarulhos e SP. Um táxi até SP custa cerca de R$ 150 (!), dependendo da hora e do trânsito. Seguindo meus conselhos de como viajar com bolso de estudante (leia mais aqui), o melhor é usar o transporte público.

Na frente do aeroporto você pode pegar o ônibus “Metrô – Tatuapé” (R$ 4,45). Ele demora cerca de uma hora para chegar até a estação do metro, daí você pode pegar metrô ou ônibus até seu destino final.

Pra voltar ao aeroporto pode fazer o mesmo trajeto. Tente sempre chegar e sair de SP durante o dia, assim você poderá usar o transporte público para se locomover, caso contrario será obrigado a pagar o táxi.

O trânsito e a hora do rush

Talvez, o trânsito seja a parte mais critica de morar em SP. É difícil se locomover pela cidade sem encontrar engarrafamentos o tempo todo. Eu já peguei trânsito as 3h da manhã (!). Se você andar de táxi, prepare-se para pagar muito. A minha recomendação é: ande de metro e de ônibus, pois além de ser barato (dentro do padrão SP) pode lhe poupar algum tempo. Nos últimos anos a cidade vem colocando faixa única para Ônibus que melhorou os tempos de deslocamentos da cidade. Melhorou, não fez milagres, claro!

Agora, se você sofre de Agorafobia ou simplesmente não gosta de multidão, esqueça do transporte público. Evite usá-lo no horário de pico, que eu pessoalmente já nem sei onde começa e onde acaba, pois SP parece estar constantemente na hora do rush.  A bicicleta também está ganhando um espaço importante na cidade e já é o meio de transporte de muitos paulistanos.

O feriadão

O feriadão, esse conhecido feriado brasileiro (veja mais aqui), virou um pesadelo para os paulistas. Na maioria das cidades do Brasil, feriadão é sinônimo de descanso, viagens curtas e praia. Em SP, adivinhem? … Trânsito! Como o litoral de SP fica a pouco mais de 100 km, é muito fácil ir pra praia de carro, por tanto as rodovias ficam lotadas com quilômetros e quilômetros de lentidão. Eu mesmo já fiz essa loucura, uma viagem de 1 hora virou uma de 4 horas e por aí foi acabando a felicidade das minhas férias. Meu caro turista, fuja na direção contrária!

E pra quem mora na cidade, não tem como evitar, ou você vai e volta antes do que todo mundo ou você pega trânsito. E acredite pegar transito em SP é uma dessas coisas que você nunca vai se acostumar.

A vida (anti) social

Se você mora em uma cidade de médio porte, como eu, você marca um café com seus amigos e sai ao encontro deles meia hora antes. Já em são Paulo, ver os amigos precisa de uma logística digna de grandes eventos. As agendas atoladas, as distâncias enormes, o trânsito (de novo), não facilitam a vida social de ninguém. Você pode acabar se isolando no seu trabalho ou faculdade, pois dificilmente achará um espaço entre elas que seja suficiente para descansar e ver os seus amigos e familiares.

A dor no bolso

São Paulo é uma das cidades mais caras da América Latina. Para quem não tem condições econômicas, viver bem é um desafio. Desde pegar um ônibus, tomar um café, comer uma refeição ou pagar um aluguel pode ser uma dor de cabeça quando comparado com outras capitais do Brasil. Isto somado aos outros fatores já comentados, a situação parece só piorar. Mas nem tudo na vida é dinheiro, né? Por outro lado, São Paulo oferece alternativas econômicas para tudo, existem sites como o Rolet 20conto que dão dicas para aproveitar a cidade gastando pouco ou o SP honesta que lista os locais que cobram preços justos. No outro extremo está o BoicotaSP onde as pessoas publicam os lugares com os preços mais ridículos da cidade, para você poder evitá-los.

A multidão e as filas

Pois é, a cidade tem quase 12 milhões de habitantes. Parece que tem uma multidão em todo lugar. Sempre. Nas calçadas, nos restaurantes, no metrô, no aeroporto, no museu, etc.

Em outro post  já falei que o brasileiro gosta de fazer uma fila. E a população de SP faz delas uma coisa épica. Inclusive há um Tumblr com as 1001 filas para evitar em SP.  Então, encha-se de paciência e preparasse para uma longa espera.

O clima

Não por nada, São Paulo é conhecida como a cidade da garoa. O paulista gosta de brincar que num dia você pode experimentar as quatro estações. Você tem que sair de casa preparado para qualquer tipo de clima. Ora chove e faz frio, ora faz sol e calor, não necessariamente nessa ordem. Além disso, o Brasil é o país onde mais raios caem no mundo e o estado de São Paulo lidera o ranking nacional, por tanto, aqui não há “dançando na chuva” para ninguém.

Sair para festa

Esta última, acredito seja a maior dor de cabeça para os intercambistas pois fazer festa em São Paulo é mais difícil do que em qualquer cidade em que já morei. Há uma convergência dos problemas da cidade que conspiram para você ficar em casa.

Começando, você poderá ficar assustado ao saber o valor de entrada numa festa, os preços realmente não são muito amigáveis com o bolso de um estudante. Depois, chegar e sair de uma festa é uma odisseia. A grande distância e a falta de transporte público são outro problema. Já vi jovens sentados (ou dormindo) nas calçadas durante a madrugada esperando o metrô ou as linhas de ônibus entrarem em funcionamento. Pagar o valor de um táxi na madrugada claramente não é uma opção. intercambistas europeus reclamam o tempo todo, pois geralmente lá, o transporte publico funciona 24 horas.

 

São Paulo tem sim uma face negativa que para alguns é o suficiente para não aturar a cidade. Mas ela tem claro, os problemas que toda cidade grande tem. Nada que você não vá encontrar em Nova Iorque, Buenos Aires ou Beijing. Se não acredita em mim, procure na web. Vai achar vídeos de como é subir no metrô nas diferentes capitais do mundo, aqui deixo o exemplo de Beijing.

Eu já cansei de escutar como todas as cidades que visitei são inseguras, perigosas, caras, e horríveis. Como diz o ditado, a grama do vizinho sempre é mais verde.

Então, se você for para São Paulo, saiba que vai ter coisas ruins, sim, mas nada que você possivelmente não tenha vivido em outras cidades do mundo. Em compensação, São Paulo também tem infinitas coisas boas para lhe oferecer, a final ela não é tão “tudo de ruim” assim. Então, relaxe e aproveite tudo de bom que ela tem (leia aqui). Deixe que a cidade o cative, a final você não tem escolha. Como disse uma das leitoras do blog: “Há dias de amor e dias de ódio, mas o amor sempre prevalece”.

 

Cristian Figueroa

Versión en Español

English Version

 

Um comentário sobre “São Paulo, tudo de ruim e a outra face da cidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s